Posts Marcados Fora do Eixo Letras

Eco Performance Poéticas de Junho – 4 anos de aniversário

Ocupando o espaço literário juizforano, o sarau musicado da cidade comemora seu quarto aniversário com muita poesia como lhe é de costume: Eco Performance Poéticas, edição de junho!

Os convidados para a comemoração do mês são Knorr (jornalista, músico, designer e poeta), pré-lançando o livro Falavras e André Capilé – um dos fundadores da Eco. Entre as leituras da noite encontram-se também autores da cidade já participantes como Luiz Fernando Príamo, Anelise Freitas, Anderson Pires e Laura Assis.

Mantendo a tradição e o clima, Pedro Paiva ocupa a discotecagem da noite que respira e vive a conjunção de linguagens artísticas, começando pela poesia e a música.

A entrada é gratuita para esse evento mensal da primeira quinta-feira do mês. A sede do evento é o Espaço Mezcla, que fica na Rua Benjamin Constant, 720. Participe, o início é às 20 horas.

, , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

OrFEL Edição Contato

Mais um belo trabalho do Luiz Fernando Priamo, colaborador do Sem Paredes desde que o coletivo foi criado. Mirabel, como é conhecido, participa ativamente da frente temática Fora do Eixo Letras e circula dando oficinas em festivais de artes integradas e ações da FEL. O Eco Performances Poéticas conta com sua produção, sarau mensal que se afirmou como um local de propagação de literatura de um jeito jovem e descontraído.

“Publiquei um conto, chamado “Faca amolada” no zine literário OrFEL, edição especial do Festival Contato, lá de São Carlos (SP)… ocorrido entre os dias 14 e 20 de novembro!

Para quem não conhece o zine, vale a pena dar uma passeada pela página daFora do Eixo Letras e manjar todo o conteúdo que eles disponibilizam por lá, incluindo os próprios zines…”

, , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Arte e Fora do Eixo Arte e Fora do Eixo

O circuito cultural Fora do Eixo envolve a maior parte das linguagens artísticas hoje presentes na realidade do país e do mundo. Com o interesse de mediar essas relações e fazê-las interagir, cada linguagem ganhou, dentro do FdE, um frente específica que dialoga e incentiva a produção da arte.

As atuais frentes temáticas que compõe o FdE e representam as linguagens são:

Clube de Cinema (CdC): surge em 2009 como a frente do audiovisual dentro dos coletivos; trabalha produzindo e impulsionando a produção de agentes de dentro e de fora da rede. Algumas das ações desenvolvidas são as Semanas do Audiovisual (SEDAs) e os Cineclubes.


Palco FdE: nascido em 2010, é a frente de agentes dedicados às artes cências, perfomances, dança; tem por objetivo colaborar com diálogos dentro dos coletivos com essa linguagem e também fora, estruturando a cadeia nacional e articulando a valorização do artista.


Música: frente que reúne agentes da música, produtores, bandas e interessados em desenvolver possibilidades para o desenvolvimento da distribuição, circulação e produção da linguagem.


Fora do Eixo Letras (FEL): é a frente do circuito que trabalha a palavra, nas suas formas mais diversas – escrita, falada, visual, sonora, multimídia, interativa, dentre outras

Tecnologia Livres: frente responsável pela articulação das tecnologias dentro do circuito, principalmente computacionais.

Apesar das divisões, todas as frentes interagem e formam diálogos transversais que são vividos em momentos como nos festivais de artes integradas. A idéia é que toda ação seja potencializada ao máximo e, por isso, foram criadas as frentes independentes de ação e trocas entre si.

, , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário