Vivência Casa Fora do Eixo Uberlandia/Uberaba

Em 28/11/2011 – Por Leonardo Lina

Terminou ontem o V Festival Novas Tendências aqui na cidade de Uberaba!

Esses últimos três dias foram marcados por intensas transformações nas idéias de relacionamento com a rede, com o todo e com cada indivíduo. Muito trabalho, pouco descanso e uma produção alucinada mostraram que, de fato, o Fora do Eixo é feito por pessoas, por pessoas como eu e você, que vivem, sentem, pensam e relacionam-se com um conjunto muito grande de elementos simultaneamente também.

É essa idéia que vai ficando dessa semana que passou, de todo o aprendizado que já rolou e da expectativa da próxima semana, da estadia em Uberlândia e do Festival Goma, que tem tudo pra ser tão bom quanto o Novas Tendências.

Sobre o último dia e as coisas que aprendi mais especificamente, posso dizer que rolou um up na minha capacidade multimídia, graças à força da Letícia que me mostrou a Web Rádio, um meio de comunicação muito legal e importante. O negócio agora é aprender mais tecnologias pra conseguir aplicar mais e melhor na minha vida e no coletivo, é nisso que tenho pensado.

No mais, sem mais, até mais. Hoje tem pouca foto, mas vou deixar uma que gostei demais do Fritos na Hora, uma das bandas que tocou aqui e eu achei boa por demais!

Em 25/11/2011 – Por Leonardo Lina

A quinta-feira do Festival Novas Tendências foi especialmente marcante. Começamos o dia com um almoço muito saboroso preparado pelo pessoal aqui do nosso QG (estamos ocupando uma casa em Uberaba que se transformou em nosso centro de ações).

A primeira atividade do dia, aquela que tomou maior parte do tempo (das 10 hs até às 19 hs) aconteceu na Escola de Música de Uberaba, tratando-se do Compacto.Arte, uma ação da frente Poéticas Visuais que utiliza-se das artes para sua expressão e intervenção no cotidiano do público.

A segunda atividade foi a mesa que reuniu membros do Palco Fora do Eixo e os artistas da mesma linguagem da cidade de Uberaba. Discutiu-se a inexistência de políticas públicas para o incentivo para a produção da cena e firmou-se o compromisso de articulação e desenvolvimento das relações entre os próprios artistas, com o intuito de fortalecer a capacidade de interferência no cenário cultural da cidade.

Além disso tivemos uma reunião que tem se tornado rotina dentro da transitória Casa Fora do Eixo. Conversamos sobre o dia e falamos sobre amanhã que já traz um grande evento pela frente: a recepção do Emicida.

Assim que eu conhecer o premiado pela MTV, eu retorno e conto mais dos eventos que acontecerão. Por hoje, isso é tudo pessoal!

Em 24/11/2011 – Por Leonardo Lina

Mais de três dias se passaram desde o meu último relato, confesso que sinto vergonha de tamanho despropósito, mas logo me entenderão, assim que eu contar exatamente o que rolou.

Nessa segunda, eu e mais algumas pessoas viemos para Uberaba para participarmos da criação e produção do V Festival Novas Tendências e da Semana do Audiovisual de Uberaba.

O primeiro dia foi bastante tranquilo, aconteceu a abertura e eu cobri com fotos e gerenciamento de algumas redes sociais; mas com o passar do tempo e, com o desenrolar das atividades na semana, começamos a direcionar mais meus esforços para a divulgação e promoção do Festival Goma, que acompanharemos na próxima semana, já na cidade de Uberlândia.

Fato é que, apesar de tudo estar bastante complicado e apertado, a satisfação é mais que intensa que muita outra coisa já experimentada. Tenho tido oportunidade de aprender coisas dentro da comunicação que estão sendo capazes de me ajudar a perceber melhor a interação entre as pessoas e as escolhas que fazemos.

Atualmente me dedico principalmente para o Goma, aprendendo bastante com a Verônica e com a Biba (ambas da #CasaFdEUdi).

Os festivais têm uma programação incrível e tudo parece estar indo muito bem. Dessa vez não imagens para postar de como tem sido meu dia, mas  posso dizer que tudo que vi foi bom o suficiente para me encher os olhos. O último álbum que formei foi da Vivência e, como fiquei sem o diário por um tempo, ainda não o apresentei.

Sendo assim, eis a minha mais nova experiência: A Casa Verde.

Agradeço muito a todos que têm me acompanhado e peço desculpas pela falta  de detalhes. O próximo diário estará mais perto de mim em termos temporais e me possibilitará ser mais rico não só em palavras, mas também em imagens.

Logo estamos aí, por hora volto a dedicação e ao trabalho!

Em 20/11/2011 – Por Leonardo Lina

E foi-se mais um dia de “Vivet” (vivente, do Edital de Vivência; definição de Veronica Boaventura – rs) aqui na Casa Fora do Eixo Uberlândia (CAFE Udi): Casa Verde, para aqueles que já se sentem íntimos.

Hoje o dia foi bem mais pontual e tranquilo se comparado com ontem, foi tempo de estruturação, organização e direcionamento das ideias e das funções. Amanhã já começa o Festival Novas Tendências em Uberaba e hoje começamos a nos mover para a residência que vai nos abrigar durante a próxima semana.

Ah, antes que eu esqueça de contar: eu estou tirando muitas fotos, mas muitas mesmo. Sei que em pouco tempo meu hd não vai mais ser capaz de manter tudo, mas vá lá. Tem sido gostoso demais explorar as pessoas e os lugares que estamos. Estou até montando um álbum com tema, estética específica e tudo mais hahah. Assim que der eu disponibilizo tudo, enquanto isso vou deixando algumas soltas pras pessoas poderem saber como é estar aqui e verem um pouquinho do que vejo.

Kamilla, mais uma adição a CAFE Udi, mais uma "Vivet", segundo a V.

Bem, sobre amanhã, o que nos aguarda ao acordar é uma viagem pra Uberaba e a dedicação pro início de uma semana muito trabalhosa, mas que vai terminar com a satisfação do tempo incrivelmente bem empregado. Amanhã a noite eu volto e conto o que rolou no meu primeiro dia de Festival, até mais!

Em 19/11/2011 – Por Leonardo Lina

Ontem eu acordei com a sensação de mais um dia comum, desses que passam com as atribulações daquilo que tem que ser feito e culmina com a grandeza do corpo estendido na cama, no sofá ou até mesmo na cadeira, seja ela uma cadeira de ônibus.

Mas, na verdade, essas expectativas foram muito abaladas perante a realidade imposta pelas minhas decisões. A tarde foi agradável (em boa companhia) e a noite, especificamente a noite que antecedeu minha vinda à Uberlândia, foi caprichada com uma chuva fina, porém intensa, fazendo-se presente em todos os encontros programados.

Admito que pesou bastante a despedida da galera do Coletivo Sem Paredes, porque eu sei que não os verei por uns vinte dias no mínimo. Sei que manteremos contato, mas a pergunta que fica enquanto a chuva bate e você anda em direção a sua casa pra pegar as malas é: “como que vai ser ficar sem ver o pessoal que eu tenho visto todos os dias?”.

Enfim, eu vim. A viagem foi muito tranquila, andei de avião como se estivesse pegando táxi na esquina e nem foi exótico como pensei que seria. Chegando, já conheci a Biba, que me buscou no aeroporto e me deu um panorama geral das atividades do dia: reunião com a Comunicação – com todos os viventes (galera que está no Edital como eu) e integrantes da CAFE Udi: Victor, Luiza e Veronica. Já comecei a trampar e conheci mais o pessoal e descobri que foi incrivelmente bom ter vindo, gostei demais de todos, me chama a atenção e me fazem querer fazer disso a minha vida.

Veronica na reunião da Comunicação

Verdade seja dita que os principais eventos que aqui me trazem ainda nem chegaram. Segunda começa o Festival Novas Tendências de Uberada e na outra semana que será o Goma, aqui em Uberlândia mesmo, onde estou temporariamente hospedado na CAFE Udi. Tudo promete muito e as expectativas só aumentam com o passar do tempo, sabendo eu que de fato tudo vai ser muito mais do que incrível.

Hoje o fim de noite foi no fechamento da #SedaUdi que estava rolando desde o início da semana que acabou, contando com show ao vivo e exibição de filmes: um curta e um longo, o primeiro sendo o filme feito na oficina da Semana do Audiovisual mesmo; e o segundo, muito interessante, sobre Itamar Assumpção, me rendendo até comparações com ele (virei filho dele, rsrs).

O dia de amanhã promete bastante, inclusive com a nossa ida pra Uberaba pra acompanhar o Festival Novas Tendências e a #SedaUra, que começam no dia seguinte; mas é assunto de outro dia isso!

 – – – – – – – – – – – – – – –

Neste espaço Leonardo Lina relatará suas experiências e visões sobre sua vivência em Uberlandia e Uberaba.

  1. Circuito Mineiro de Festival Independente chega em sua reta final. « coletivosemparedes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: