Arquivo para categoria Agenda Sem Paredes

Foi dada a Largada

A proposta está feita, e aceita. Agora o desafio é de todos, do coletivo e definitivamente, para o coletivo. Na Quinta-Feira(05) aconteceu a primeira reunião do Festival Sem Paredes, os representantes do Coletivo Sem Paredes: Gian Martins, Nana Rebellato e Jasmine Giovannini, explicaram a proposta, que é bem simples. Utilizar o processo de construção do Festival para dar início a estruturação de algo muito maior, que perdure a realização do evento e continue de forma perene, porém intensa e caótica, a agir.

Festival Sem Paredes

Uma série de provocações foram levantadas, os desafios estão postos a mesa, numa construção Colaborativa, cada um soma o que tem, cada um investe o que tem de único, e essencial para as engrenagens girarem de forma fluida.

Cada pessoa presente apresenteou seus interesses em Tags, e as 27 palavras que surgiram, foram sintetizadas em temas Macro, que emglobam umas série de outras. Mas cada ponto levanta um debate relevante e extenso, que deve ser discutido pela sociedade que deve propor e participar da construção de políticas públicas.

Festival Sem Paredes

As Tags, foram sitentizadas da seguinte forma:

#Economiasolidária

#Midialivre

#Cidade
-> Cidade Para Pessoas
-> Políticas Públicas
->Espaços Públicos de Convivência
-> Ocupação de Espaços Públicos
-> Mobilidade Urbana
-> Bicicleta

#FormaçãoLivre
-> Todos Juntos 1 só
-> Vivência
-> Amor Livre

#CulturaUrbana
-> Skate
-> HipHop
-> ArteUrbana
-> Graffiti
-> Encontro de Mcs

#ArtesIntegradas
-> Música
-> Design
-> Audiovisual
-> Fotografia

#Ambiente
-> Sustentabilidade
-> Permacultura
-> Alimentação
-> Educação Ambiental

#Sociedade
-> CulturaDigital
-> Política
-> Consciencia Política
-> Coletivo
-> Drogas
-> Colaborativismo

Cada ponto desse foi debatido superficialmente, as bolas levantadas, todos seguraram suas cortadas para dar continuidade a um debate mais prático. Onde traçou-se os seguintes objetivos principais:

  • Propor a criação de uma rede de colaboração na cidade, a partir de um processo coletivo;
  • Estimular o surgimento de um arranjo produtivo pautado nos princípios da economia solidária;
  • Criar um campo de debate e reflexão permanente, que perdure a realização do Festival;

Festival Sem Paredes


Sendo assim foi marcada uma segunda reunião geral, na qual a principal pauta, será a criação de Grupos de Trabalhos temáticos, e estabelecer os fluxos de informações, para que consigamos criar um grupo difuso e autonomo que seja ao mesmo tempo coeso e veloz.

Foi dada a largada, não de uma corrida, mas de um processo, no qual, todas as partes envolvidas compõe um sistema harmonico.

Confira a Ata da Reunião.

A próxima reunião já está marcada. Quarta Feira 11/07/2012 às 19:00 – no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas.

Deixe um comentário

Quinteto São do Mato e Darandinos

O Quinteto São do Mato está completando 5 anos no dia 6 de junho e para garantir a festa, acontecerá no Estação Cultural um concerto junto com a banda Darandinos. Os dois juntos vão embalar uma noite com uma músicalidade única. Não deixará ninguém dentro de casa na véspera do Feriado.

O quinteto é a junção da cultura brasileira com a turca, compositor e violonista Chadas Ustuntas é natural da Turquia e trouxe consigo a musicalidade de seu país, aliada com a sensibilidade de Nara e Maíra, o ritmo de Márcio Guelber e multiface de Henrique Nogueira. Eles desenvolvem o trabalho autoral em Juiz de Fora e já realizaram diversos trabalhos, dentre eles destaca-se o ImaginaSom e o clipe da música conselheiro(Batatinha) gravado com a cantora Nêga Lucas.

Darandinos, composta por Anna Claúdia (voz), Lucas Soares (violão, voz e direção musical), Anderson Fofão (percussão e flauta transversa), Rafael Castro (piano, escaleta e acordeom) e Rafael Leite (percussão). O nome Darandinos, é inspirado no conto Darandina de João Guimarães Rosa, “conto ou som que arrebata”. O som é resultado de pesquisa de ritmos tipicamente brasileiros com toques mineiros permeados pela sofisticação de harmonias e improvisações.

Para adicionar o nome na lista amiga basta comentar o nome no mural do Evento no Facebook.

, , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Música Negra com Muito Swing

Sábado, 26, Noite Fora do Eixo Soul com Silva Soul e Cromossomo Africano

26 de Maio, mais uma Noite Fora do Eixo, vai ocupar o Bar da Fábrica. Lançado pelo Circuito Fora do Eixo, o projeto tem como característica promover o estilo único e especial de cada banda, destacando sua música e valorizando seu trabalho autoral.

Na 8ª edição, Silva Soul vai instaurar um baile de ferver o salão, e para entrar na festa trazendo um swing todo especial de Belo Horizonte, Cromossomo Africano faz um soul instrumental e irá apresentar novos trabalhos que vem realizando para compor o disco que já está engatilhado e prometido para Julho.

Cromossomo Africano Representa nossa inspiração e define nossa influência, que vai muito além da música e está enraizada no nosso cotidiano. Desde a mais primitiva percussão, ritmos tribais, rodas de candomblé, a potência dos tambores de rituais, festas e todas as manifestações culturais afro-brasileiras, até chegar ao blues, jazz, soul, afro-beats contemporâneos, hip-hop, reggae, drum and bass e ao samba.Tudo nos faz lembrar nossos cromossomos, o nosso DNA e toda a cultura mundial afro-descendente.

Sábado, uma amostra da nova música brasileira que fervilha nos becos de todo o país. Mistura de música preta num mechido bem brasileiro que não vai deixar ninguém parado. Convide todos seus companheiros, para dar show na pista de dança do Bar da Fábrica.

Além das bandas convidadas, a noite contará ainda com a apresentação do DJ Set Discontrole a partir da abertura da casa e nos intervalos: às 22 horas, no Bar da Fábrica, o cenário independente juizforano e nacional convergem e criam mais uma Noite Fora do Eixo Juiz de Fora.

Noite FDE - Silva Soul(jf) + Cromossomo Africano(BH)

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

As Noites Fora do Eixo voltam a Juiz de Fora

O Coletivo Sem Paredes da proseguimento ao projeto Noite Fora do Eixo, um espaço de artes integradas com bandas locais e nacionais apresentando seu repertório autoral, ocupando casas de show da cidade e conectando o cenário da música independente no país.

Depois de 8 edições realizadas em 2011, o mês de maio chega com duas edições no Bar da Fábrica. Dia 12, sábado, tocam as bandas The Radioleft e Aldan de Belo Horizonte. No dia 26 quem se apresenta é o Silva Soul com a banda Djambê também da capital mineira.

O projeto se consolida no país como uma das principais plataformas para criação de turnês e viabilizar a circulação de música. No ano anterior estiveram aqui bandas como Macaco Bong, Tereza e Duo Finlandia, seguindo agora para uma parceria mais ampla com os músicos locais.

A noite se funda na criação de espaços e momentos para que a nova música brasileira faça parte das experiências dos frequentadores. Assim, todo o repertório das bandas será composto por canções autorais ou versões originais de suas principais influências. A produção da Noite é uma ação do Coletivo Sem Paredes, ponto Fora do Eixo, em busca do desenvolvimento do cenário cultural local.

A primeira noite acontecerá no dia 12 de maio no Bar da Fábrica, com Aldan e a banda juizforana The Radioleft. Essa cercada de influencias do Britpop dos anos 90 lançou no final do ano passado o CD autoral Sweet-bitter Simphony. Dividindo o palco com Radioleft, temos o rock bem brasileiro da belorizontina Aldan. Com base nas bandas nacionais como Pato Fu e Mutantes, já participaram de eventos importantes dentro do cenário independente como Alternativo Rock Fest na cidade de Itabirito.

No dia 26 temos a segunda noite, também no Bar da Fábrica. Desta vez a anfitriã será a banda Silva Soul, com o ritmo dançante do funk soul, varia entre músicas autorais e clássicos da música negra. A banda convidada da vez é tambem de Belo Horizonte, a Djambê. Dotados de uma forte preocupação sócio ambiental, faz ritmos regionalistas e utiliza de materiais inusitados para formar os instrumentos da percussão, de extintores à tampinhas de garrafa.

A abertura da casa de shows é às 22 horas. A entrada será vendida na porta por 15,00 até 00hs na lista amiga e, posteriormente, a R$ 20,00.

Para participar da lista amiga, basta deixar o nome no evento criado no facebook.

, , , ,

2 Comentários

#VetaDilma

Hoje, dia 05 de maio, acontece em Belo Horizonte, MG, uma nova manifestação popular exigindo o veto ao Novo Código Florestal pela presidenta Dilma Rouseff.

Veta Dilma

Desde que no dia 25 de Abril o projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados, as polêmicas foram muitas e as manifestações a favor do veto a esse Novo Código que enfraquece a proteção ambiental no Brasil também.

O texto do Novo Código Florestal é um retrocesso sem precedentes: ele potencializa o desmatamento e mantém uma cultura de anistia a quem descumpre a lei, permite a concessão de financiamentos a quem desmatou e torna extremamente vulneráveis as áreas de preservação permanente. E a situação ainda pode piorar, pois são previstas medidas que podem ameaçar também as reservas indígenas.

O Coletivo Sem Paredes acredita no poder da mobilização popular e na possibilidade de existir um mundo com qualidade de vida social e ambiental para todos.

Se você estiver em BH neste sábado, não deixe de somar neste importante protesto: vá de verde, leve cartazes, mudas de plantas… e confirme sua participação no evento pelo facebook. É hoje, na praça Afonso Arinos, às 15h.

A manifestação pelas redes sociais também é válida: use #VetaDilma e #vetatudodilma

, , ,

Deixe um comentário

Radiocafé se apresentará no palco do Grito Rock JF

A banda Radiocafé, que surgiu da vontade de quatro músicos tocarem covers das bandas que curtiam, nasceu em Cataguases, acabou integrando membros juiz-foranos e agora figura como uma das atrações da edição local do Maior Festival Integrado do Mundo: o Grito Rock.

Dentre quase 40 bandas inscritas na plataforma Toque no Brasil para ocupar a vaga direcionada aos músicos da cidade, a Radiocafé foi a selecionada para participar do Festival, que acontece em Juiz de Fora no dia 1º de março, no Cultural Bar.

308423_137496093017248_100002705741275_130323_1089011453_n.jpg (720×478)

Influenciados basicamente pelo Brit Rock dos Beatles, Oasis e Radiohead e com uma trajetória de cerca de 7 anos, a banda já dividiu os palcos mineiros com bandas de destaque na cena alternativa, sendo composta atualmente por Eduardo (Dudu Barba) no baixo; Rafael (Ski) na guitarra; Rodrigo Coura (Rods) na voz e guitarra; e Tiago (Pé) na bateria.

Com dois EPs já lançados (um em 2005 e outro em 2009, cada um contando com cinco canções), em 2010 a banda se reestruturou e reformulou seu repertório: dez canções inéditas e autorais somam-se a outras antigas, mas recicladas por meio de novos arranjos. O resultado é “um show com diferentes climas, indo de canções melodiosas a rifes enérgicos”.

Ainda em 2010, o guitarrista Rafael Ski dirigiu o primeiro videoclipe da Radiocafé: com um roteiro leve e divertido, crianças protagonizam ‘Step on Feelings’, que fala da descoberta de um sentimento.

Demonstrando preocupação constante em registrar e divulgar seu trabalho, agindo também nas redes sociais e despertando boas críticas ao seu som, os integrantes da Radiocafé levam a música a sério e prometem muita energia ao somar seu grito (e seus assobios) à edição juiz-forana do Maior Festival Integrado do Mundo.

E você, tá esperando o quê pra confirmar sua presença no evento?
Fique por dentro do que vai rolar no Grito Rock JF através do facebook e do twitter do Coletivo Sem Paredes!

, , , ,

Deixe um comentário

Sem Paredes no Café Filosofico

Nos becos da cidade florescem o pensamento que penetra e influencia a sociedade ao seu redor. O Café Filosófico é uma noite que ocorre no Espaço Mezcla com o intuito achar, pensar e investigar os grupos da cidade que estão debatendo temas e trazendo novas pautas e questionamentos.

O Coletivo Sem Paredes foi convidado para dialogar e apresentar as possibilidades de um mundo conectado em rede, e as modificações e implicações desse mundo na vida dos indivíduos integrantes da sociedade.A proposta é estabelecer uma conversa sobre o Coletivo e o Circuito Fora do Eixo. Explorar qual o campo de ação dos coletivos na cidade e as possibilidades de uma Rede de gestores e agentes culturais integrada.

Espaço Mezcla

O Café acontece todas as últimas Quintas Feiras do mes no espaço cultural Mezcla. Entre debates e conversas abertas, o encontro trará também uma exposição de fotos, mostrando diversos pontos de vista de Juiz de Fora e uma dança circular, onde os convidados que se sentirem a vontade, poderão participar.Convidamos a todos para comparecer, será uma oportunidade única de conversarmos sobre a proposta do Coletivo para a cidade, e discutir sobre o mundo conectado em rede.

Café Mezcla, dia 24 de novembro de 2011, 19:00.

Todo o Papo será transmitido ao vivo acompanhem pelo Twitter: @semparedesjf

Deixe um comentário