Cineclube de quinta com: Mamma Roma de Pasolini!

Nessa quinta o filme que sera apresentado marca a trajetória de Mamma Roma (Anna Magnani), uma ex-prostituta que vai atrás do filho abandonado por ela, Ettore (Ettore Garofalo), e que tenta uma vida nova junto com ele na capital italiana. Interpretada magnificamente pela atriz Anna Magnani, a personagem se vê em várias dificuldades sociais como a criminalidade que seu filho se envolve e a sua exploração pelo cafetão Carmini (Franco Citti).

Image

Mamma Roma sonha com uma vida burguesa, mas suas esperanças se confrontam com a realidade. Ela vive em um contexto social que impossibilita a realização de seus sonhos. A vida se mostra mais dura e cheia de desencantos do que ela pode imaginar. Em seu segundo filme, o cineasta italiano Pier Paolo Pasolini faz poesia com cinema em Mamma Roma. Num filme belo, porém ainda marcado pelo neo-realismo que fez escola durante as décadas de 1940 e 1950, o polêmico diretor italiano consegue pôr seu dedo malicioso e cheio de lirismo nessa película produzida em 1962.

Numa retomada dos procedimentos neo-realistas do pós-guerra, Pasolini volta sua câmera para os bairros pobres da periferia de Roma e filma a vida errante dos personagens ao som de Schubert. O filme se mostra belo e mesmo com uma clara influencia “rosseliniana”. Só Pasolini conseguiria filmar Mamma Romma com tanto sentimentalismo sem tirar a critica social da base da história.

Pier Pasolini foi um cineasta italiano famoso por criticar o governo italiano em seus filmes, promovendo a alienação de hábitos conservadores enraizados na sociedade daquele pais. O cineasta que antes havia sido professor, poeta e novelista, gostava de trabalhar com atores amadores e do povo. Morreu em 1975 com 53 anos em um episodio trágico e controverso. Assumidamente homossexual, Pasolini frequentemente se relacionava com garotos de programa e segundo a policia local, ele teria sofrido um assalto por um desses garotos de programa, o que resultou em uma morte violenta na qual teve seu corpo dilacerado. Porém, acredita-se que a historia seja controversa pois o autor confesso do crime apos cumprir a pena, disse não ter cometido aquele latrocínio contra o cineasta. E, segundo evidências encontradas ulteriormente, acredita-se que a teoria da policia italiana não explica a realidade dos fatos relacionados a morte de Pasolini. (veja mais aqui!)

Você já sabe qual é a melhor forma de conhecer m pouco da obra desse grande cineasta italiano! Quinta-feira, as 19hs no Anfiteatro João Carriço! Quer saber mais? Veja a pagina do evento!

, , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Twitter Sem Paredes

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: