Jornalismo e Cinema em destaque na Mesa de debates na Faculdade de Comunicação da UFJF

Toda a semana do dia 26 a 30 de março tem programação com mesas de debates, eventos culturais e ações elaboradas pelo DCE UFJF na Calourada 2012! Realizando a cobertura colaborativa, os agentes midialivristas têm acompanhado algumas atividades! Fica aqui a cobertura elaborada pela equipe:

Por Ana Cláudia Ferreira

Pensar o jornalismo hoje não é tarefa somente dos profissionais e estudantes. A demanda de notícias em tempo real exige uma preparação adicional à carga teórica e prática, já exigida pela carreira, e uma análise crítica de quem recebe as notícias diariamente. Com a chegada da internet o perfil do receptor mudou, qualquer indivíduo pode emitir conteúdo em rede. Mas será que este conteúdo passa por uma reflexão e pensa de forma consciente os acontecimentos sociais? São questões polêmicas que geram discussões no meio de produção e estudos da comunicação.

Questionar a boa formação do profissional do jornalismo e ter contato com profissionais que já estão no mercado de trabalho é uma das propostas que a mesa de debates da Faculdade de Comunicação- Facom trouxe para os calouros. A mesa aconteceu nesta segunda-feira dia 27 de março, a atividade dá continuidade aos eventos realizados pela Calourada DCE UFJF 2012 e contou com a presença da jornalista investigativa do Tribuna de Minas, Daniela Arbex e o Professor Paulo Roberto Leal. Os dois convidados abarcaram temas que influenciam diretamente na produção jornalística e mercado de trabalho.

Daniela contou de sua trajetória na carreira, a jornalista ganhou muitos prêmios nacionais e internacionais por suas matérias que denunciam esquemas de corrupção, problemas sociais e políticos. A jornalista explicou detalhadamente aos calouros todo processo de produção e criação de uma reportagem, com muita paixão pela profissão, Daniela diz que ser jornalista é atender com consciência o cidadão que não é ouvido,  conseguir uma mudança, mesmo sendo pequena diante de toda problemática universal; é o que faz seguir com a carreira arriscada de jornalista investigativa.

O professor Paulo Roberto trouxe a discussão da importância da teoria aplicada a prática. A formação do estudante de jornalismo sofreu ao longo dos últimos dez anos um corte nas matérias teóricas, o que contribui para a deficiência das informações, bem como a perda de qualidade do conteúdo que se está sendo emitido. O professor explicou sobre o panorama atual do mercado jornalístico e abriu uma discussão sobre a formação dentro do curso da Facom, onde os calouros puderam contribuir com suas opiniões, fazer perguntas e questionar sobre a carreira que escolheram.

, , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: