Relato Nana Rebelatto Sem Paredes

Quando fui convidada pra participar do Grito Rock Mariana não sabia ao certo o que me esperava, mas sabia que precisava fazer parte disso.

Então parti pra Mariana (MG), com Agatha Brum (novata Sem Paredes). A viagem foi meio cansativa, pois (IMAGINE!) não existe ônibus direto entre Juiz de Fora e Ouro Preto. Chegando ao Sagarana Café-Teatro (lugar onde rolou uma imersão pré Grito Rock com o Coletivo Muzinga… MUITO ASTRAL) tive a certeza que todo o esforço para esse fim de semana valeria a pena.

Fui muito bem recebida pelo Coletivo Muzinga. Essa galera tá mandando muito bem… estão se organizando, a acredito que cresçam muito rápido… é tudo questão de querer né?! Estavam reunidos o Coletivo Muzinga, Coletivo Semifusa (Maiza), Casa Fora do Eixo Minas (Letícia), e chegamos nós: Sem Paredes!

Cheguei na sexta, hora do almoço. Geral morrendo de fome… Então partimos almoçar com a galera do 4instrumental, que tocou no dia anterior. Passamos por um belíssimo parque, trocamos ideia… é como se nos conhecêssemos a mil anos, mas eu tinha acabado de chegar.

A tarde, conversas infinitas… e os últimos toques pra mais um dia de Grito Rock.

Quando vi a galera chegando, sabia que seria incrível. Muito astral a noite de sexta-feira. Groove de primeira na programação. Sem contar as ARTES muito bem integradas ao Grito Rock Mariana.

No dia seguinte mais conversas infinitas… (claro!) e mais shows… e mais queridos. Chegaram mais 2 da Casa Fora do Eixo Minas: Talles Lopes e Victor Maciel.

Nossa… sábado foi muito intenso! Noite fantástica! E eu já totalmente integrada na parada… podia-se dizer que eu morava ali. Muitas trocas… e uma reunião deliciosa às 6:30 da manhã de domingo, depois de uma noite de Grito maravilhosa!

Isso tudo me deu muito gás! FELICIDADE INTERNA BRUTA EM ALTA!

Mas não parei aqui… Fui até BH conhecer a Casa Fora do Eixo Minas!

Putz! Isso foi demais. Depois de uma viagem perigosa (a estrada de Ouro Preto à BH está PÉSSIMA!), foi ótimo ser recebida na casa… Fiquei pouco tempo por lá… Apenas o suficiente para um lanche, um papinho breve e já estou com saudade.

Ainda fui parar em Sabará, na Casa Fórceps. Lá rolou um Compacto Arte. Mas só fiquei alguns minutos… valeu neh!?

A oportunidade dessa vivência foi maravilhosa pra mim. Acredito que esse tipo de troca é a real construção do conhecimento e de um mundo melhor. Agradeço a todos que passaram por meu caminho nesses dias, vocês foram fantásticos!

, , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: