Relato Awara Nane Puttane – Pregão Fora do Eixo

Olá meus caros,

Venho aqui relatar uma incrível jornada que fiz para a realização do projeto Awara Nane Putane – Uma História do Cipó.

Animação as 7 horas da manha começando a subir o rio. Mal sabia que essa viagem ia durar 14 horas.

Fui selecionado no pregão Fora do Eixo para realizar o making of do processo de produção de uma animação, cuja o storyline é uma antiga lenda do povo indigena Yawanawá que conta a origem do Huni (ayahuasca).

Toda a equipe no pé de uma Samauma

Fomos lá com a proposta de executar uma oficina de desenho para buscar referências da subjetividade de cada um enquanto eram contadas histórias pelos mais velhos e iamos vivenciando os rituais.

Ney, eu e o Sérgio Carvalho

Cheguei lá com a missão de fazer um making of de todo esse papel mas acabamos criando um documentário que investigou a história do povo deles.

contato com a natureza.

O trabalho realizado nas oficinas e na vivência chegou num momento muito conveniente. O povo yawanawa foi explorado durante muitos anos pelos seringalistas, e tiveram sua cultura massacrada pelos missionários evangélicos que proibiram toda manifestação cultural deles com o discurso de ser atos diabólicos e demoníacos. Então houve uma ruptura e um trabalho de contaminação dentro das aldeias que acabou na expulsão dessa galera. A partir de então, começou um trabalho de resgate da cultura ancestral, os velhos voltaram a falar na lingua e ensinar aos outros, Voltaram a realizar os rituais com o Huni, com o Rapé e todas as outras medicinas da floresta, e aos poucos foram mostrando para todos ali dentro o que eles eram.

Grande Amigo CapaCuru

Hoje já existe uma escola indigena instalada lá, que já educa as crianças ensinando a língua, e com brincadeiras tradicionais semanais, com pintura, danças brincadeiras e cantos.

Nesse contexto nós chegamos, e fomentamos o contato de uma juventude que exerce uma militancia cultural, fotalecendo esse resgate e ao mesmo tempo deixando a marca de sua geração com violões e ritimos novos para as músicas tradicionais. E os velhos, que já contam poucas histórias mas são bibliotecas vivas do de um conhecimento que não há registro.
Conhecemos também o Sr Yawá, velho que estima-se que tenha 100 anos. Ele é realmente uma figura incomum, felicidade exala de seus poros e contamina a todos ao redor. Fizemos um curta com ele, pedindo ele para apresentar a aldeia e conversando sobre o presente, passado e futuro da comunidade.

Lili, Lindinha.

Fiz muitos amigos, irmãos e principalmente parceiros, tanto os brancos da equipe quanto os índios rolou uma ligação forte, esses 15 dias foram realmente muito fortes para marcar a memória e a história de todos que participaram de forma muito significante e marcante.
Sérgio Carvalho é um grande homem, literalmente com seus 1,90 e poucos. Conversei muito com ele sobre a DF5 e a distribuição cineclubista e os lançamentos que estamos fazendo, ele se interessou muito e faz parte de dois cineclubes em Rio Branco, e com certeza esse dialogo vai ser duradouro e vai trazer bons frutos. A animação deve ficar pronta no começo do ano que vem, e o doc antes, estamos trabalhando na catalogação do material e vou começar a montar.
Karla se tornou uma grande amiga, foi muito bom trocar com ela, conversar muito sobre o fora do eixo, e muitas outras conversas que seguem infinitamente, foi bom conhecer mais um pouco o comecinho do processo de construção do FDE lá no Acre, ver o mundo pela visão da galera do norte, foi muito bom para me dar uma nova pespectiva.

Toda Equipe Reunida

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: